mne

O Governo Português associa-se às celebrações dos 70 anos da Declaração Schuman, assinalando  o Dia da Europa.

Este ano com a simbologia especial de celebrarmos também os 75 anos do final da II Guerra Mundial,  devemos, nesta ocasião, recordar a origem deste projeto político, absolutamente único na História, orientado para a paz, para a democracia, para a prosperidade e solidariedade e ao qual a Europa e os seus cidadãos tanto devem.

Devemos recordar, mais do que nunca, que o projeto europeu foi fundado e assenta em sólidos e irrenunciáveis valores e princípios, como a proteção dos direitos e das liberdades fundamentais, do Estado de direito e da justiça social.  Só assim este projeto faz sentido e foi assim que contribuiu decisivamente para a consolidação da nossa democracia e para a modernização e  o desenvolvimento económico e social do nosso país.

A Europa e o Mundo atravessam  momentos de grande instabilidade e incerteza. Aos dramáticos efeitos da crise sanitária provocados pela pandemia Covid-19, seguir-se-ão  impactos económicos e sociais não menos difíceis. A Europa pode orgulhar-se da forma humanista como tem combatido a crise sanitária, pondo em primeiro lugar a proteção da vida humana.  Todos esperamos que na resposta à dimensão económica e social da crise, a União Europeia, nos 70 anos da Declaração de Schuman, nos possa igualmente orgulhar, construindo uma resposta robusta, atempada, solidária e que projete o futuro  com ambição.

Os gigantescos desafios do presente constituem uma oportunidade para revisitar o que nos une: a construção de uma Europa democrática, solidária, sustentável, aberta, defensora do multilateralismo, mais justa e coesa e contrária a lógicas egoístas e nacionalistas. 

O apoio dos cidadãos ao projeto europeu é, neste contexto particular, mais importante do que nunca. Essa adesão só  existirá se os Governos e as Instituições europeias colocarem os cidadãos como elemento e destinatário centrais da resposta à crise que enfrentamos, garantindo assim a solidez e a sustentabilidade desta  construção conjunta e partilhada.

Celebremos o Dia da Europa!

Lisboa,  9 de maio de 2020

  • Partilhe